Roteiro de 6 Dias (& Dicas!) na Cidade Que Nunca Dorme | Nova Iorque

Roteiro de 6 Dias (& Dicas!) na Cidade Que Nunca Dorme | Nova Iorque

19 October, 2018 2 By hugocaro

Nova Iorque, Nova Iorque!

A cidade onde tudo é possível – e a verdade é que realmente é!

Parece que há tantas coisas para fazer em tão pouco tempo não é?

Pois bem, eu deixo aqui o que fazer por lá em apenas 6 dias (que foi o tempo que eu passei lá!)

Algumas dicas primeiro:

  • Informem o vosso banco que vão viajar para os EUA para que não tenham surpresas quando lá chegam de cartões que não são aceites – como eu tive no primeiro dia.
  • Lembrem-se de reservar o máximo de coisas que conseguirem ainda em casa, é importante que saibam que Nova Iorque é uma cidade com muitas pessoas, e muitos turistas, não tratando das coisas antes, podem perder muito tempo em filas.
  • Preparem-se para gastar algum dinheiro: é uma cidade cara. Não há nada que se possa fazer quanto a isso. 🙂
  • Vão preparados para qualquer que seja o tempo, e não se deixem acanhar se começar a chover. Na nossa viagem só não choveu no ultimo dia, e mesmo assim, demos a volta por cima e não ficou nada por ver.

Como chegar a Nova Iorque?

Existem agora voos diretos de Lisboa para o aeroporto JFK em Nova Iorque (com a TAP) – voo que dura 7h50 para lá e 6h50 para cá. Para mim, acabou por compensar porque o voo com escala em Madrid estava mais caro que o direto. A viagem ficou-me por 350€ (ida e volta)

Não se esqueçam: para viajar para os Estados Unidos, cidadãos Portugueses não precisam de VISTO, mas precisam de AUTORIZAÇÃO PARA VIAJAR! Sem ela, não podem embarcar! Façam o vosso pedido com pelo menos 2 semanas de antecedência, aqui!

Como ir do aeroporto para Manhattan?

Eu sei que muitos blogs recomendam metro e comboio, eu sei.

Mas eu, como chegaria já perto das 21h (de lá), e tendo em conta a diferença no fuso horário, achei melhor ir de transfer – sim, de transfer – a empresa que contratamos foi a Dial7. Impecáveis. Mas tivemos alguns problemas em encontrar-nos com o motorista – tenham atenção que o aeroporto tem 7 terminais – os voos de Portugal chegam no terminal 5, no entanto, é sempre bom confirmar primeiro e entrar em contacto com o motorista para informar que estão no terminal 5. Por exemplo, o nosso motorista estava no terminal 1.

O transfer de ida e volta ficou-nos por 60,00€ cada um – eu sei que é caro. Mas mantenham sempre em mente que estão em Nova Iorque 🙂

Ter um passe de Nova Iorque, vale ou não vale a pena?

Vale sim!

Nós apostamos no CityPass NYC que nos garantia entrada em 6 atracções em Nova Iorque por 127$ (cerca de 110€). Fizemos as contas imensas vezes e compensa sim. Apesar de algumas atracções pagamos à parte ainda assim compensava face ao adversário, que era o dobro do preço, e sim, oferecia muito mais opções, mas opções que não nos interessavam para apenas 6 dias que lá estaríamos.

Ao longo do post, vou-vos dizendo se estava incluído no passe ou não 🙂

Onde ficar alojado?

Bem, como sabem, o centro de Nova Iorque é a grande ilha de Manhattan. Existem diversas zonas dentro da ilha onde se podem alojar.

Eu vou-vos ser muito honesto: quando pesquisavamos hóteis, todos os da ilha estavam quase ao mesmo preço, por isso decidimos escolher um mais central.

Ficamos em plena Time Square, pertinho de muitas coisas: a 15 minutos do Central Park, a 2 minutos do Rockfeller Center, a 1 minuto da Time Square. Foi um win-win!

O nosso Hotel foi Courtyard by Marriott New York Manhattan/Central Park

O Hotel cumpriu com o esperado, quarto à moda de Nova Iorque (não era muito espaçoso), mas tinha as amenidades necessárias para um Hotel, que com tanto a acontecer naquela cidade apenas serviu para dormir! O que realmente valeu a pena, foi sem dúvida a vista do quarto! Vejam mais fotos aqui em baixo 🙂

 

Vale a pena o passe de Metro?

Nós achamos que não. Fizemos muito poucas viagens de metro, e por isso, compensa muito mais pagar cada viagem individualmente. Cada viagem custa 2$ e pouco. Nova Iorque é uma cidade completamente plana, que se vive na rua. Se andar a pé, não se vai arrepender com as vistas que vai ter!


O que fazer por lá, durante 6 dias então?

Dia 1

Nós chegamos na noite anterior, mas como já era tão tarde, esse dia não conta para o roteiro. Ou seja, este roteiro, começa com o primeiro dia completo que tivemos por lá.

Calhou bem este dia, porque foi o dia em que choveu desde o inicio até ao fim do dia.

Primeiro, fomos preparar os próximos dias que estaríamos por lá:

1º) Comprar um chip para podermos ter acesso à Internet e podermos estar contactáveis. Decidimos comprar apenas um, com 5GB de Internet na T-Mobile por 30$ e colocamos num telemóvel que manteve o hotspot sempre ligado – é uma dica valiosa para poupar algum dinheiro. Não precisam de vários cartões: apenas um, e o hotspot do telemovel ligado, tão simples quanto isso.

2º) Reservar a entrada para outro dia para o TOP OF THE ROCK – a entrada está incluída no passe, mas tem sempre que reservar a entrada mostrando o seu passe para o dia que pretende subir o observatório!

Posto isto, seguimos então para o que tínhamos planeado para o nosso dia – sem que a chuva se metesse no nosso caminho:

Central Park

Reservem algum tempo para o Central Park.

É um jardim tão imenso, no meio do caos da cidade que vale a pena parar para respirar. Não deixem de conhecer o Tributo ao Jonh Lennon (Imagine), a Bethesda Fountain, e as paisagens do céu a misturar-se com os prédios que termina no imenso verde que é o Central Park. Não deixem passar também o gigante lago!

Ainda de manhã, se acordarem cedinho, conseguem conhecer o American Museum of Natural History, porque fica bem a meio do Parque.

American Museum of Natural History

Aqui preparem-se para as filas! Apesar de poder encontrar uma fila bem grande, é uma fila que anda rápido. Já lá dentro, vai sentir-se dentro do filme “À noite no museu”. Se na fila lhe der a fome, aproveite para comer um cachorro das roulottes que há durante a fila. São 4$ e são maravilhosos!

É um museu enorme, pode contar com, à vontade, 3 horas de visita. Mas visite ao seu passo, e veja o que lhe interessa. Se tiver interesse no museu todo, perca-se por cerca de 5 horas.

A entrada para o museu, está incluída no passe – poupa assim: 23$ e depois de estar dentro do edifício, entra numa passagem rápida. A fila maior é, na verdade, para entrar no museu. Se preferir, compre o seu bilhete aqui!

A esta altura já deve estar com fome: vamos almoçar!

Comer no Shake Shack

Diz-se no mundo online que é das melhores hamburguerias de Nova Iorque (e acredite que estão em luta com muitas outras!). Eu gostei. Não achei fantástico. O que achei fantástico foi o preço: 22$ para duas pessoas. Acredite: este é dos melhores preços que vai encontrar em Nova Iorque. Por isso: aventure-se. É um hamburguer num espaço pequeno. Mas pelo preço, e como fica mesmo ao lado do Museu, vale a pena!

Depois de comer, siga caminho!

The MET: Metropolitan Museum of Art

Do outro lado do jardim, está o MET. Conhecido pelas suas escadas e pelo seu interior, que mistura arte do inicio dos tempos, com arte moderna. É lá também onde acontecem muitas galas bem famosas por aqueles lados, por isso, novamente vai sentir que entrou na televisão.

O museu, como o de História Natural, é enorme, prepare 2 a 3h para o ver por completo. E também está incluido no passe: poupa assim 25$ Mas se preferir, compre aqui o sue bilhete online!

 

Posto isto, é hora de se pôr a caminho: Vamos para Time Square!

Jantar no Ellen Stardust Diner

Este restaurante peculiar, está localizado na maravilhosa Time Square. Por ser bastante conhecido, é também caro e tem uma fila, bastante grande. Se vai com muita fome, coma qualquer coisa antes. Nós ficamos 1 hora e pouco na fila. Mas depois de entrar, realmente vale a pena.

O conceito é um conceito de Diner, no qual os empregados de mesa, aleatoriamente começam a cantar enquanto lhes servem a comida. Pode ver aqui em baixo fotos e vídeos.

Pagamos cerca de 80$ (todos os preços que falo são sempre já com as famosas “tips” incluídas) por duas pessoas. Mas não veja o valor como o valor da comida, veja como o valor da experiência – que é deveras interessante e que sei que não se vai arrepender!

 

Agora, antes de regressar para o seu Hotel para descansar, deixe-se ficar por Time Square um bocado. Veja a Cidade que Nunca Dorme a embrulhar-se na noite, e observe a maravilhosa “poluição luminosa” que esta cidade oferece para nosso deleite!


Dia 2

Neste segundo dia, vamos ainda manter-nos pela Midtown, mais um dia para caminhar e descobrir novos cantos por aqui:

Radio City Music Hall

Muitas vezes tem concertos, pode ser que nos dias que passar por lá haja algum: esteja atent@

Saint Patrick Church

Uma linda igreja no meio dos gigantes de betão: Podem entrar e visitar, se não estiver a haver cerimónia não há problema e não há pagamentos associados.

5th Avenue

Esta é a rua que começa com a Apple Store (que infelizmente estava em obras quando lá estivemos), e passa por nomes bastante conhecidos como Bvlgari, Chanel, todas as marcas de Grife estão nesta rua, aproveite para ver as montras. Algumas lojas são absolutamente lindas! Como é o exemplo da Bvlgari, vejam aqui nas fotografias.

Nesta rua também pode visitar a Trump Tower – que na minha opinião não é mais que uma demonstração de ostentação.

 

Bryant Park

Um parque agradável para tomar um café (não se esqueça de pedir sempre, small and expresso, – se estiver à procura do tipico “cafezinho” Português) se não, terá com certeza um copo enorme! É o parque mais acolhedor no meio da selva de betão!

New York Public Library

Mesmo ao lado do Bryant Park, vai encontrar a biblioteca publica de Nova Iorque, e vai sentir-se de novo no filme “O Dia Depois de Amanhã” – para além da estrutura lindissíma e não se esqueça! No piso térreo, na zona de crianças, tem o verdadeiro “Urso Winnie the Poo” – se quer conhecer o verdadeiro Ursinho, é agora!

Grand Central Terminal & Chrysler Building

Continue a andar e encontra a maior e mais bonita Gare de comboios de Nova Iorque, pode entrar, ver e tirar fotos, não paga nada por isso. Mesmo ao lado tem o Chrysler Building! Maravilhoso!

ONU

Tenha atenção que as visitas são gratuitas mas só é possível entrar até as 16h30, nós não sabíamos e chegamos depois, já não conseguimos visitar, ficamos só pelas vistas por fora.

Macys

Uma loja com descontos muito atrativos, em tudo o que quiser! Mesmo!

Eu comprei por lá uns tenis New Balance (que por cá são 90€) por apenas 40$ (35€), vale mesmo a pena fazer algumas compras em algumas marcas. Aproveite por aqui, se não for aos grandes centros de compras fora de Manhattan – nós não tivemos tempo!

Jantar no Hooters

Mais típico noutro lado da América, mas ainda assim, é giro sentir-se dentro de um filme de Hollywood de novo! As asas de frango valem muitoooooo a visita! Ficou por 40$ duas pessoas, aproximadamente.

Este foi o dia que mais andamos, porque vimos muitas coisas hoje, se quiser – e tiver tempo – pode dividir o percurso em 2 dias. É perfeitamente exequível!

 


Dia 3

Hoje é dia de visitar Downtown!

Apanhei o metro, uma vez que de lá de cima até cá a baixo ainda é um bocadito 🙂

Batery Park

Um parque interessante, onde com um dia limpo e aberto, consegue ter uma linda vista sobre os monumentais prédios que crescem ao seu redor. Aproveite para conhecer os esquilos, há muitos por aí e são domesticados!

É aqui também onde pode apanhar o barco para a Liberty Island através da Liberty Cruises – que está incluído no passe também (poupa portanto 18,5$) – inclui a viagem à ilha e a visita guiada por audioguia por lá!

Se preferir comprar a sua entrada online, compre aqui!

Liberty Island

Aqui vai poder contemplar a famosa Estátua da Liberdade e pode mesmo fazer a visita até ao pedestal da mesma, a visita por audioguia é interessante – não deixe de o fazer! Guarde 2 a 3 horas para estar por aqui!

Wall Street

Conheça a cidade do dinheiro, e o Touro de Wall Street – conta a lenda que se lhe tocar nos *** terá muito dinheiro no futuro – prepare-se para tirar uma foto com muitos turistas à volta!

Chinatown

Neste dia, já que estamos por aqui, passamos por Chinatown. É bastante interessante como ver que realmente é uma zona especificamente ligada a esse maravilhoso povo. É uma zona, tipicamente mais desordeira e “menos arrumada” mas de passagem obrigatória!

Little Italy

Assim como a China está para Chinatown… Itália está para Little Italy – eu achei uma zona confortável com bastantes cafés com esplanadas ao estilo tipicamente Europeu. Bom para recuperar as forças!

Jantar no Red Lobster

Já deve ter ouvido falar também… é tudo à base de… Lagosta! Nós pedimos um jantar ao estilo de tapas (várias entradas para podermos experimentar várias coisas! Muito bom!) Ficou por cerca de 60$ duas pessoas.

(Ainda tivemos uma desavença com a empregada de mesa… que ainda nem tínhamos terminado de comer, já tínhamos a conta… mas valeu-nos uma sobremesa de oferta da casa a má atitude, então, nem tudo é mau!)


Dia 4

Conhecer a ilha completa de Manhattan: de barco!

Fizemos o tour de duas horas com a Circle Line Sightseeing Cruises, que pode estar incluído no passe (no caso de optarem por esta opção, invés do passeio até à Liberty Island). Sinceramente?

Sim, é giro. Mas vão pela opção de menos tempo. Duas horas num barco é muito tempo, e acabam por ter as mesmas vistas que já tiveram anteriormente… Se preferir comprar o bilhete antes, online, carregue aqui!

Deixo fotos!

Intrepid Sea, Air & Space Museum

Mesmo ao lado de onde apanha e chega o barco, tem este maravilhoso museu. O museu é no Porta Aviões Intrepid que resistiu da Guerra do Pearl Harbor. É uma visita a um Porta Aviões e a um Submarino. Está incluído no passe (No entanto, nós optamos pela outra opção e pagamos esta à parte, 33$). Podem também contar com 2 a 3 horas de visita. Se preferir comprar os seus bilhetes antes, carregue aqui!

High Line Park

Uma linha férrea antiga, completamente reconstruida deu origem a um parque alternativo e elevado do solo. É fantástico para se passear – mas novamente – mais uma atracção inundada de turistas! (Parece que é comum em todo o lado em Nova York!) 🙂

Chelsea Market

Descendo todo o High Line Park, vão dar a Chelsea (outra zona de Manhattan). Aqui encontram o Chelsea Market – um mercado alternativo com várias opções para petiscar qualquer coisa.

Mas já íamos era com pressa para uma das coisas que estávamos mais ansiosos por ver…

Musical do Rei Leão no Minskoff Theatre – Broadway

Eu sei que podem dizer que foi demasiado caro (130$ cada bilhete) mas acreditem em mim, que valeu muito a pena. Li em vários blogs que é possível comprar com desconto lá no próprio dia nas escadarias vermelhas de Time Square, no entanto, como aviso vos digo: Se querem mesmo ir ver o Rei Leão, em nenhum dia vi bilhetes para o mesmo à venda.

É mesmo, mesmo, o melhor musical de sempre! Valeu todos os dólares.

Podem comprar o vosso bilhete aqui (que foi por onde eu comprei e tudo correu às mil maravilhas!)


Dia 5

Dia de voltar para Downtown!

Atravessar a Brooklyn Bridge

É um passeio agradável e vale a pena atravessar para conhecer Brooklyn Heighs também. De lá, tem uma vista maravilhosa sobre Manhattan! Vale muito, muito a pena. E a ponte? Bem, a ponte já é bem conhecida de todos!

Visitar o Memorial do 9/11, o Museu e Subir o The One Observatory

É importante se visitar Nova Iorque que não deixe de lado o memorial que nos leva atrás há alguns anos, e nos recorda a tragédia que se viveu no dia 11 de Setembro. A visita ao museu está incluída no passe (poupa assim 24$) e pode ter acesso ao inteligente e dinâmico audioguia a partir do seu smartphone – os seguranças no museu podem-lhe explicar como. Se preferir comprar o bilhete antes, carregue aqui!

Depois de toda esta potente informação, está na hora de subir o observatório do The One – a torre mais alta de Nova Iorque que veio substituir as antigas torres gémeas. Suba 102 andares em 47 segundos. Explico-lhe tudo sobre esta torre, preços, e se vale a pena ou não aqui!

Suba ao Empire State Building à noite!

Acredite em mim, vale a pena subir o Empire à noite! A vista de Nova Iorque à noite é tão ou mais, mágica que durante o dia! Veja tudo sobre como subir o Empire State Building à noite aqui!

Aventure-se, literalmente, a jantar no Restaurante “Ninja”

É um restaurante/experiência. Comida japonesa. Tem que reservar, obrigatoriamente. Só funcionam com reserva prévia. Chega, é colocado num sombrio elevador e… e não lhe conto mais! Se quiser mais informações mande-me uma mensagem que eu respondo. Só para não estragar a surpresa. Mas digo-lhe: Não se vai arrepender. Pagamos cerca de 150$ para duas pessoas. Se estiver pronto para se aventurar, faça a sua reserva aqui!

 

 


Dia 6

Só consideramos meio dia neste dia, uma vez que depois de almoço foi tempo de nos pormos a caminho.

Subir o Top Of The Rock

Esta é sem duvida, um must do! Para mim, das 3 torres de Nova Iorque a mais interessante: pode ler tudo sobre subir o Top Of The Rock aqui!

Sobrevoar de Helicóptero Manhattan

Uma experiência nova para mim. Nunca tinha andado de Helicóptero. Bem… a vista: as fotos falam por si! Quanto ao valor… a viagem de 17/18min fica por 239$ (cerca de 205€). Mas para mim, foi dinheiro muito bem empregue! Imagens e uma forma excelente de nos despedirmos de Nova Iorque! Nós voamos com a HeliNY e correu tudo muito bem, se pretendem reservar a vossa viagem carreguem aqui!

 


Se Nova Iorque vale a pena poucos dias?

Alguns dizem que não.

Na minha opinião, estive 6 dias que me pareceram suficientes para dizer “conheço Nova Iorque!” Haveriam muitas outras coisas que gostaria de ter feito, mas que deixo para uma próxima visita. Porque vos garanto que vai haver.

Aventurem-se!

E vocês? Ansiosos por conhecer a cidade que não dorme?

Contem-me tudo aqui nos comentários, se gostaram, por favor partilhem, deixem likes, tudo o que vos apetecer!

 

 


Este post pode conter links afiliados

Deixa aqui o teu comentário 🙂
Se gostaste, não te esqueças de espalhar a palavra 🙂